segunda-feira, 23 de julho de 2018

MANTENHA PROTEGIDO O SEU CORAÇÃO.


Igreja Batista Ebenézer de Braúna - SP. 23/07/2018

Provérbios 4:23 “Acima de tudo, guarde o seu coração, pois dele depende toda a sua vida.”
Introdução: Vivemos num mundo onde as pessoas são exaltadas e admiradas pelo que elas possuem e fazem, e não pelo que elas são. Quem você é? Na ótica do mundo, somos tentados a responder esta simples pergunta da seguinte forma: “Eu sou professor”, ou “Eu sou engenheiro”, ou “Eu sou empresário”, ou “Eu sou funcionário daquela indústria”. Não! Você é filho e filha amada de Deus. Esta é a sua verdadeira identidade! 
O que o torna extraordinário é o fato de você pertencer a família de Deus. Absolutamente nada mais é capaz de definir sua relevância e valor. Quando o nosso coração tem convicção de quem realmente somos, então o nosso tesouro está assegurado nas mãos de Deus. Da mesma forma, se reconhecemos que o nosso maior tesouro é possuirmos o selo da salvação e a presença do Espírito Santo em nós, então certamente o nosso coração se manterá sadio e protegido. Porém, o nosso grande desafio é permanecer com esta verdade inabalável em nosso coração. Se descuidarmos, corremos o risco de contaminá-lo com pensamentos e atitudes ruins, que podem acabar levando a obstrução de suas artérias espirituais. O egoísmo, a relutância e a ingratidão são algumas das bactérias que podem tentar se proliferar em nosso coração, e por isso é muito importante aprendermos a identificar os sintomas com rapidez, para agirmos de forma assertiva e não permitirmos que se torne uma infecção severa. Vejamos a seguir como identificar os sintomas e combater estes micróbios espirituais nocivos ao nosso coração:
COMBATA O EGOISMO COM A GENEROSIDADE: Provérbios 11:24-25 “Há quem dê generosamente, e vê aumentar suas riquezas; outros retêm o que deveriam dar, e caem na pobreza. O generoso prosperará; quem dá alívio aos outros, alívio receberá.” Deus não abençoa aquele que dá ou faz algo de bom aos outros, mas somente aquele que dá com as motivações certas! Não se trata do que eu posso receber de volta, mas de saber que tudo o que possuo vem de Deus e Ele me chamou a ser um reservatório de suas bênçãos, recebendo tanto que de mim transborda a todos ao redor. A generosidade mantém o nosso coração sensível a voz de Deus e as necessidades e oportunidades do Reino, e não apenas as minhas vontades e necessidades.
COMBATA A RELUTÂNCIA COM A ALEGRIA: 2 Coríntios 9:7 “Cada um dê conforme determinou em seu coração, não com pesar ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria.” Já aconteceu de Deus te pedir para entregar algo e você relutou? Quem sabe você possa estar relutando até este presente instante! Eu quero te dizer que o estado natural do coração humano é ser um doador pesaroso. Mas como já recebemos o transplante do coração de Deus, quando entregamos a nossa vida a Ele, nossa decisão diária deverá ser viver e trazer a memória o quanto já somos abençoados, e a partir desta atitude o nosso coração de manterá cheio de alegria e paz em contribuir.
COMBATA A INGRATIDÃO COM A SATISFAÇÃO: Romanos 12:2 “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. Quem tem Jesus tem tudo! Não permita que nenhum sentimento de escassez e ingratidão encontre morada em seu coração. A boa, agradável e perfeita vontade de Deus só é desfrutada por aqueles que se sentem filhos, e se empenham em viver e pensar segundo os padrões de Cristo! Nele encontramos absolutamente tudo o que precisamos para a vida.

CONCLUSÃO: Acredite, Deus realmente deseja ardentemente nos abençoar para que possamos ser uma bênção para outros. Quando mantemos o nosso coração protegido e estamos seguros de quem realmente nós somos, estamos prontos para sermos reservatórios de Deus! Nossa missão passa a ser dar pela simples alegria de dar, ajudar pela pura satisfação de ajudar e abençoar porque ao fazer isso imitamos o nosso Pai celestial a quem amamos e honramos.

Para oração: Vamos orar para que absolutamente nada nem ninguém nunca venha a tirar de nós a alegria e satisfação de pertencermos a Jesus e de demonstrarmos isto através de atitudes de generosidade.

Seja uma benção, Pr Sandro

segunda-feira, 5 de junho de 2017

O QUE É AVIVAMENTO ESPIRITUAL.



O Senhor me levou a pensar sobre avivamento, preparei algumas mensagens e vamos pensar sobre este assunto. Começaremos hoje uma Série de Mensagens sobre Avivamento Verdadeiro.
Fala se muito sobre avivamento espiritual, mas a verdade é que a igreja atual não está conseguindo viver e experimentar isso. Há algumas manifestações de Deus aqui e ali, em lugares isolados, mas parece que não permanecem por muito tempo. Por outro lado vemos também um total desconhecimento do que é o verdadeiro avivamento.
Avivamento espiritual é uma intervenção de Deus no meio de uma sociedade, provocando um movimento de volta a comunhão com Ele. É caracterizado por um retorno ao temor de Deus, seguido de confissão de pecados, conserto nos relacionamentos e restituições, resumindo é uma volta para Deus. Uma definição clara sobre avivamento é “Avivamento é um extraordinário movimento do Espírito Santo que produz resultados extraordinários em nós”. Quero começar com você essa Serie, pedindo que o Espírito Santo nos ajude a entender o que Ele quer fazer na Igreja e no mundo para glória de Deus. prepare seu coração, mente e espírito para aquilo que Deus fará em nossas vidas, Igreja e em nossa nação.
Habacuque 3:2 – Ó Senhor, ouvi falar do que tens feito e estou cheio de temor, faze agora, em nosso tempo, as cosias maravilhosas que fizeste no passado, para que nós também vejamos. Mesmo que estejas irado, tem compaixão de nós!
O nosso Deus gosta de avivamentos. Afinal Ele é o autor, dono e doador da vida e a própria vida de Deus em nós é avivamento.
Ao olharmos a historia de Israel veremos diversos avivamentos onde o povo se arrependeu e voltou-se para Deus e com Ele fez novas alianças.
No novo testamento a história da Igreja começa com um grande avivamento espiritual descrito no livro de Atos dos Apóstolos.
Olhando os 2000 anos de existência da Igreja, podemos verificar diversos avivamentos em várias épocas e lugares.
Infelizmente a palavra avivamento ficou desgastada, por causa de alguns movimentos dando ênfase apenas em dons espirituais, milagres, e manifestações do poder de Deus. Claro que Deus continua fazendo milagres hoje como no passado. Porem avivamento vai além destas manifestações.
O avivamento espiritual que queremos aprofundar nesta série de mensagens é este que “produz resultados extraordinários em nós”, este é o tipo de avivamento que tenho pedido a Deus para nós e nossa Igreja.
Você crê que é possível vivermos este avivamento espiritual aqui na Ibeb? A resposta para esta pergunta pode ser encontrada no livro de Efésios....abram em Efésios 3:20-21....20 - Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera, 21 - A esse glória na igreja, por Jesus Cristo, em todas as gerações, para todo o sempre. Amém. Sem duvida alguma, Deus fará infinitamente mais além de tudo o que pedimos ou pensamos. Ele quer a Igreja viva na plenitude do poder do Espírito Santo, para ser efetiva no seu trabalho no mundo. Como resultado disso Deus receberá toda glória, amem?
Nessa serie de mensagens quero te incentivar a jejuar e orar, pedindo a Deus que envie um grande avivamento em nós e nossa Igreja. Vamos juntos ser transformados por este avivamento, famílias serão despertadas a adorar a Deus, pessoas serão levantadas poderosamente para exercer seu papel de agente transformador de sociedade, nossa nação voltará a Deus.
Somente Deus pode gerar um verdadeiro avivamento. João 3:8 - O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito. O homem consegue produzir “animamento”, mas só Deus produz “avivamento”. Temos cansado de ver alguns pastores e lideres tentando produzir avivamento, mas no final o que conseguem é apenas produzir movimentos humanos, muitas emoções afloradas, muito barulho, mas no frigir dos ovos, notamos que não houve nenhuma mudança na vidas das pessoas, da igreja e da sociedade.
Muitos fazem congressos de avivamento, mas no final do movimento colhem poucos frutos para o reino de Deus.
O verdadeiro avivamento é gerado pelo Espírito Santo, criando uma atmosfera de busca de Deus e um desejo de santidade. Nele pessoas reconhecem seus pecados e pedem perdão, tanto a Deus como a pessoas que ofenderam. A restituição é natural quando há avivamento. E isso não é um movimento pontual, mas sim uma ação continua do agir de Deus num crescendo natural e constante.
Na historia dos avivamentos conta-se de bares, casas noturnas e outros lugares de prazeres carnais fechando as portas. O consumo de bebidas alcoólicas diminuído consideravelmente, lugares de iniquidade tornando-se lugares de reuniões de culto a Deus. Pessoas orando em lugares públicos. Até as manchetes dos jornais falam sobre estes acontecimentos.
O mais bonito é que Deus é glorificado em todos os lugares. Pecadores recebem uma convicção tão grande sobre o pecado, que se entregam a Cristo e clamam por perdão e misericórdia de Deus.
Sabe quais marcas um verdadeiro avivamento produzem em nossas vidas?
- Uma nova experiência de convicção de pecado entre os salvos.
- Uma nova visão da cruz e da redenção.
- Uma nova disposição para o quebrantamento, o arrependimento, a confissão e a restituição.
- Uma alegre experiência do poder do sangue de Jesus para limpar completamente do pecado, restaurar e curar tudo que o pecado arruinou e tudo o que nos fez perder.
- Uma nova compreensão da plenitude do Espírito Santo e do seu poder de realizar sua própria obra através do seu povo.
- Uma volta dos perdidos a Jesus.
Então queridos, somente uma intervenção do Espírito Santo, poderá desencadear um movimento de volta para Deus, e isto acontecerá como resposta das nossas orações.
No amor do mestre, Pr Sandro.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

VIVENDO EM NOVIDADE DE VIDA




Leitura bíblica em Romanos 8:1-17....1 - PORTANTO, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. 2 - Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte. 3 - Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne; 4 - Para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito. 5 - Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito. 6 - Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz. 7 - Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser. 8 - Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. 9 - Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. 10 - E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça. 11 - E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita. 12 - De maneira que, irmãos, somos devedores, não à carne para viver segundo a carne. 13 - Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis. 14 - Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. 15 - Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. 16 - O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. 17 - E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.
Nossa vida com Jesus precisa ser marcada com atitudes que honram ao Senhor, no texto de hoje fica claro a nossa responsabilidade como filhos amados de Deus, a vivermos nosso dia a dia voltados a agradar o coração de Jesus.
Nosso inimigo vive tentando pregar peças em nós, colocando ofertas que não edificam em nada nossas vidas, ele vem para nos tirar da presença de Deus. De uma maneira sutil ele coloca situações onde somos testados em nossas fraquezas, ele não desiste fácil. Ele vem para matar, roubar e destruir nossas vidas, o desejo de seu coração é que nós venhamos a desistir de tudo, desistir da igreja, da vida com Deus, da caminhada de fé.
Para os que perseverarem até o fim, receberão a adoção como filhos de Deus (v-16), através da aceitação de Jesus como Seu salvador pessoal. Mas isso isso não basta, é preciso viver uma vida de adoração a Deus, em tudo o que formos pensar, falar, fazer.
Quando vivemos na presença de Deus somos agraciados por situações maravilhosas, o próprio Deus promete a nós que se permanecermos em Sua presença, amando seus estatutos (bíblia), vivendo uma vida de Culto a Deus, seremos muito abençoados. Romanos 8:28 - E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.
O Senhor se revelará a nós, passaremos a eternidade com Ele na glória. Romanos 8:18 - Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.
Portanto queridos irmãos, vale a pena ser fiél a Deus nos detalhes, em todas as áreas de nossas vidas, seremos recompensados pelo próprio Deus, nossas vidas dever ser um culto agradável ao Senhor, 24hrs por dia.
No amor de Cristo, Pr Sandro.

sexta-feira, 12 de maio de 2017

FIM DAS PROVAÇÕES.



Texto Base: Tiago 1:1-12. Muitas vezes na nossa caminhada somos surpreendidos por momentos de grandes provações, em diversas áreas das nossas vidas e das mais variadas formas. Quando falamos em “provações” não estamos falando apenas de um tempo de luta ou dificuldade, mas como o próprio nome sugere, estamos falando de um tempo de “prova”. Para muitos este termo gera pavor, mas o fim das provas é sobremodo recompensador, se você sabe como passar por elas. O “fim das provações” nos sugere dois aspectos: primeiro, podemos entendê-lo como a finalidade de passarmos por provações, e também podemos entendê-lo como o final das provações (Como alcançamos? O que conquistamos?).  É sobre estes dois aspectos que refletiremos neste estudo.

1.       A provação da fé produz perseverança (v.2-4)
                * O tempo de prova não pode gerar tristeza em nosso coração, pelo contrario, deve ser motivo de grande alegria, pois é um tempo de crescimento e amadurecimento.
                - Quantos desejam tornarem-se melhores?
                O Senhor quer nos aperfeiçoar e para isso precisamos ser lapidados. A lapidação é dolorosa, mas nos torna preciosos, perfeitos (arranca de nos os defeitos/imperfeições) e nos torna cada vez melhores.

                * A perseverança produzida pela confirmação da nossa fé nos torna perfeitos e íntegros, em nada deficientes.
                Para isso a perseverança deve ter ação completa! Precisamos ser aprovados em tudo. Não basta vencermos uma etapa da prova, temos que vencer todas as etapas para que a vitória seja completa.
                Ex: nenhum atleta ganha a sua medalha (recompensa esperada, razão do seu esforço) por vencer uma etapa da competição. Cada etapa seleciona os melhores e por fim, o melhor dos melhores vence.            Na vida cristã existe uma única diferença, você luta contra você mesmo! Isso significa que o “seu homem natural/carnal” competirá contra o “seu homem espiritual (natureza transformada)” e as suas escolhas durante a prova é quem decidirão quem sairá vitorioso. A luta contra o inimigo aqui só não se torna relevante porque contra ele a sua vitoria já é garantida pelo poder da Cruz, por isso o que se torna decisivo são as suas escolhas.
                - De onde vem a sua força? De onde vem as suas estratégias para vencer as provações? Aonde está a sua esperança? (isso sim é decisivo)
               
2.       O Senhor nos dá condições para vencer as provações (v.5-6)  
                * Precisamos de sabedoria.       Tudo o que precisamos durante a “prova” é saber o que fazer, como devemos agir, qual é a ação correta diante de determinada circunstancia... Tudo isso nós temos através da sabedoria que nos é concedida por Deus.
                * Peça com fé e lhes será concedida.
                Não basta pedirmos, temos que pedir com fé,em nada duvidando.
                A dúvida nos torna inconstantes, como a “onda do mar, impelida e agitada pelo vento”. A inconstância nos impede de alcançar a aprovação (v.7-8).
                Precisamos ser constantes na nossa fé. Nada pode abalar a nossa confiança no Senhor!

  • Conclusão: “Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam.” (Tiago 1:12 RA)
                - a aprovação é para aqueles que suportam vitoriosamente a provação;
                - a coroa da vida é a maior e mais preciosa recompensa que alguém pode alcançar; a salvação eterna.
                - que você possa ser vitorioso em todas coisas pela força que o Senhor te dá!               


No amor do Mestre;  Pr Sandro.

terça-feira, 9 de maio de 2017

Nossa Transformação e seus Resultados




Texto Base: I Pedro 2:25 - Porque éreis como ovelhas desgarradas; mas agora tendes voltado ao Pastor e Bispo das vossas almas. Tudo começa quando aceitamos a Cristo como nosso único e suficiente Salvador. Aos poucos vamos sendo transformados pela Palavra de Deus, vamos nos livrando dos embaraços dessa vida, deixando as velhas práticas, vamos nos livrando dos hábitos que tínhamos e entristeciam Jesus.

O resultado disso é que começamos a viver uma nova vida, seguindo os exemplos de Jesus. Romanos 6:4 - De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Vamos sendo transformados em amor, através da ação misericordiosa do Espírito de Deus. Gálatas 2:20 - Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.

Nosso coração duro e resistente, aos poucos começa a receber doses diárias de amor de Deus, e recebemos um novo coração. Hebreus 10:16-22...16 - Esta é a aliança que farei com eles Depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, E as escreverei em seus entendimentos; acrescenta: 17 - E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniqüidades. 18 - Ora, onde há remissão destes, não há mais oblação pelo pecado. 19 - Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus, 20 - Pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne, 21 - E tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus, 22 - Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa,

Recebemos também um novo espírito, Efésios 4:22-23...22 - Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; 23 - E vos renoveis no espírito da vossa mente;

Vivemos em paz e liberdade, Romanos 5:1 - TENDO sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; somos levados a ser pacificadores, levando a paz, o amor, a graça e a misericórdia de Cristo, a todos quantos cruzarem nosso caminho.

Receberemos do Senhor, um novo corpo, Filipenses 3:20-21...20 - Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, 21 - Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas. Não teremos mais dores, não haverão magros e nem gordos, cor de pele diferente, raça diferente, idioma diferente, nada disso fará mais parte de nós, pois teremos corpos glorificados, assim como Jesus. Estamos só de passagem neste mundo, viveremos a eternidade com Jesus na cidade Celestial.

No amor do Calvário, Pr Sandro.

terça-feira, 4 de abril de 2017

A CORRIDA DA FÉ

                               

Texto Base: Hebreus 12:1-12
A bíblia faz inúmeras analogias das competições dos atletas gregos, com a vida cristã do Novo Testamento. A semelhança do corredor, o cristão deve estar numa atividade constante que o leva até o final, apesar de todas as oposições do caminho.
Este texto que lemos, em Hebreus, o escritor fala sobre esta CORRIDA DA FÉ, que todos nós somos participantes. O Pastor explicou no Culto, como devemos corre-la e como chegar até o fim para complete-la.

1. GRANDE NUVEM DE TESTEMUNHA:
V.1 “Assim nós temos essa grande multidão de testemunhas ao nosso redor”.
Pergunte ao Grupo: O que essa grande nuvem de testemunhas que o autor se refere?
Essas testemunhas estão relacionadas no capitulo anterior. Se você começar ler o capitulo 11, verá exemplos maravilhosos de homens e mulheres que participaram dessa corrida, e que nos deixaram exemplos maravilhosos. O interesse do escritor ao citar essa multidão de testemunhas, é encorajar os atuais participantes, para que a exemplo deles possam perseverar, lutar e concluir a carreira que lhes está proposta.


2. DEIXEMOS TODO EMBARAÇO:
V.1 “Portanto, deixemos de lado tudo o que nos atrapalha”
Pergunte ao Grupo: Quais são os embaraços que nos atrapalham durante a corrida?
Nesta CORRIDA DA FÉ, são muitos os embaraços, que vem nos atrapalhar a continuar a carreira. Siga em frente, deixe para trás esses embaraços, esses pesos, coloque estes fardos aos pés da cruz, logo a corrida chegará ao fim, e você verá que valeu a pena.

3. PECADO QUE TÃO DE PERTO NOS RODEIA:
V.1 “e o pecado que se agarra firmemente em nós”.
O pecado é um grande inimigo nesta CORRIDA que nos está proposta. O pecado faz muitos, diminuírem o ritmo, muitos pararem e grande parte voltarem para trás.

4. OLHANDO PARA JESUS:
V.2 “Olhando para Jesus, autor e consumador da fé”.
Nesta CORRIDA DE FÉ, não podemos olhar para trás, não podemos perder de vista o nosso alvo, o nosso objetivo, a nossa meta.

5. NÃO DESANIME:
V.3.b “Assim, vocês não desanimem, nem desistam”.
Temos que correr com vontade, com animo, pois não corremos por um prêmio perecível, corruptível, material, mas corremos por algo eterno, por uma coroa que o próprio Jesus entregará em nossas mãos.
Como está a sua CORRIDA DA FÉ? É tempo de recomeçar a CORRIDA, é tempo de aumentar o ritmo dessa CORRIDA, é tempo de olhar para Jesus, para o alvo, para a reta final.