segunda-feira, 19 de agosto de 2013

O JUSTO FLORESCERÁ COMO A PALMEIRA...

O JUSTO FLORESCERÁ COMO A PALMEIRA...
Hoje quero falar de uma comparação muito interessante que o Senhor fez lá em Salmos 92:12 – “O justo florescerá como a palmeira, crescerá como o cedro no Líbano.” – Vejamos  as características da Palmeira e entendamos o motivo pelo qual Deus graciosamente, nos compara a ela! – PALMEIRA.


1 – Não se arranca uma palmeira facilmente.
> A palmeira é uma das árvores mais difíceis de arrancar da terra, pois possui uma das raízes mais fortes.
> Enquanto outras árvores morrem com muito mais facilidade, a palmeira é forte e muito difícil de ser destruída por ventos e tempestades.
> Ela tem a habilidade de suportar tremendas tempestades, e tem uma raiz que vai bem profundo na terra.
> Em uma árvore normal a raiz fica a somente alguns metros abaixo da terra, já na palmeira, sua raiz chega a penetrar KM embaixo da terra.
> Dizem que a raiz da palmeira penetra na terra até encontrar água.
> Enquanto outras plantas estão secando, ela tem a capacidade de florescer mesmo no deserto por causa de suas raízes.
> O que a Bíblia esta nos dizendo, é que nós temos que deixar nossas raízes estarem firmadas e seguirem profundamente. 
> Qual o maior problema de muita gente? É não estar firme, sem raízes firmadas… Firmadas aonde? “Estão plantados na casa do Senhor, florescerão nos átrios do nosso Deus” – Estável na igreja com raízes profundas... Uma árvore plantada no átrio do templo simbolizava a condição próspera daqueles que mantinham m relacionamento íntimo com o Senhor...
> Deus quer que estejamos firmes, que estejamos plantados como a Palmeira estável; Estáveis em nossos relacionamentos com Ele; Estáveis em nossas emoções; Estáveis em nossa vida financeira e não cheios de altos e baixos.
> A PALMEIRA E O CEDRO significavam estabilidade e força – (v. 14), na velhice darão ainda frutos...

2 – Pode cortar uma palmeira, mas não pode matar com um corte.
> A maioria das árvores tem uma capa protetora chamada casca, se quisermos matá-la, basta tirarmos a casca de fora da árvore; mas não é assim com a palmeira. Podemos cortar a casca de fora e ela não morre. Por quê? Porque ela não pega os nutrientes de fora como as outras árvores, a palmeira adquiri os nutrientes que a mantêm com vida de dentro dela, a força e a vida  não vem de fora mais sim de dentro.
> Podemos cortar a palmeira por fora, podemos feri-la por fora, porém ela não irá morrer.
> E assim é o Justo, muitas vezes é ferido, atingido, mas morto pelas mãos de inimigos, jamais!

3 – Pode fazer curvar uma palmeira, mas não pode quebrá-la.
> Se já tivemos a oportunidade de ver um vento forte soprando numa palmeira, saberemos que ela se curva muitas vezes até tocar a terra, mas não se quebra, e quando o vento passa, ela volta a sua posição normal e se torna mais forte do que era antes.
> Um vento de 50 km por hora pode quebrar e arrancar uma árvore do chão, porém a palmeira sobrevive a ventos de 150 km por hora.
> FOMOS CONCEBIDOS, FOMOS FORMADOS PARA SOBREVIVERMOS AS TEMPESTADES…
> O justo é como uma palmeira, quando a tempestade vem sobre ele, ela pode curvá-lo, mais não tem autorização nem poder para quebrar a sua vida! Nada pode nos quebrar!!!

4 – Com todos os atributos e qualidades que a palmeira tem, ela não resiste ao frio.
> Uma coisa que a palmeira não pode suportar é o FRIO. 
> Ela somente floresce e cresce em meio ambientes quentes, em climas quentes.
> O justo é como a palmeira. Deus não nos fez para sobrevivermos a temperaturas frias. Se estivermos esfriando nos nossos relacionamentos com Deus, estamos morrendo.
> Podemos ter uma palmeira na Jamaica, Havaí, Bahamas, litoral brasileiro… Mas nunca teremos uma palmeira no Alaska, porque o meio ambiente não é propício…
> Se estamos frios espiritualmente falando, nós estamos morrendo espiritualmente.
> O pastor não é responsável por nos mantermos quentes. O líder do seu ministério não é responsável por manter nossa temperatura espiritual quente, a responsabilidade é de cada um de nós.
>Temos de cultivar um meio ambiente propício a nos mantermos quentes e no fogo do Espírito Santo.

O JUSTO CRESCERÁ COMO CEDRO NO LÍBANO...
O nosso desejo é o de assimilar as verdades paralelas expressas pela figura do CEDRO DO LÍBANO. Devemos fazer isso porque foi Deus quem disse que cresceríamos como ele. 
O Cedro apresenta um crescimento lento mas consistente.
> Sabemos acerca do Cedro do Líbano que ele cresce devagar, mas chega a atingir a altura de até 40 metros. Nos primeiros três anos de vida, as raízes crescem até um metro e meio de profundidade, enquanto a planta tem somente cerca de cinco centímetros. Somente a partir do quarto ano é que a árvore começa a crescer.
> O Cristão é como o cedro do Líbano e, portanto, tem a promessa de crescer. Ainda que o seu crescimento seja lento conforme a experiência do cedro, ele acontecerá e se tornará visível a todos.
> A preocupação do filho de Deus, principalmente nos primeiros anos da vida cristã, não deve estar no crescimento em si, mas no lançar das suas raízes. Lembre-se do fato de que nos três primeiros anos o cedro possui raízes de um metro e meio de profundidade enquanto a planta apresenta apenas cinco centímetros.
> Entendemos, portanto, que o foco está no lançar das raízes muito mais do que nas evidências externas.
> Notamos muitas pessoas preocupadas porque não percebem que estão crescendo espiritualmente. Provavelmente estejam esperando frutos visíveis, ministérios estabelecidos, ou alguma evidência externa de que estão crescendo em Deus.
> No entanto, como o Cedro, não deveríamos estar tão focados nessas evidências externas, se verdadeiramente nos ocuparmos em aprofundar as nossas raízes.
> Fazemos isso através da leitura da Palavra, da assimilação dos Seus princípios e da devida aplicação na vida prática.
> A essência da Palavra de Deus é o AMOR. Quanto mais nos exercitamos no Amor a Deus e ao próximo, mais profundas serão nossas raízes, e depois, no seu devido tempo, passaremos a manifestar um crescimento gradativo. “e, assim, habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor, a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade” – Efésios 3:17-18.

O Cedro possui raízes que buscam as águas profundas.
> Outra verdade interessante é que o cedro do Líbano é muito resistente e suporta vento e calor. Suas raízes profundas buscam água nos lençóis freáticos e por isso ele não depende de chuva.
> Assim deve ser o cristão. Para crescer à semelhança do cedro ele não pode viver na dependência dos fatores externos. Ele precisa aprender a aprofundar as suas raízes a fim de buscar alimento e provisão mesmo em condições desfavoráveis de seca, calor e ausência de chuvas.
> Há quem diga que deixou de crescer espiritualmente por causa da falta de espiritualidade da sua igreja local.
> Nas mais diversas ocasiões, se nos descuidarmos, estaremos sempre achando um bode expiatório para os nossos fracassos.
> No entanto, o ensino bíblico nos mostra que apesar da ausência de chuvas ou de fatores externos extremamente desfavoráveis, há de se encontrar as águas mais profundas. Aquelas que se acham quando são buscadas. Não estão na superfície da indiferença nem da preguiça.
> Não estão no conformismo ou na apatia espiritual. Elas estão no lugar da fome e da sede de Deus. Elas se encontram no lugar do desejo de ser alguém para Deus e para o mundo. “Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração.” – Jeremias 29:13.

O Cedro possui raízes que abraçam a rocha.
> Há informações de que toda raiz quando cresce muito e atinge a rocha pára de crescer. No caso do cedro do Líbano a raiz continua a crescer em volta da rocha, abraçando-a.
> Enquanto algumas raízes vêem na rocha um impedimento para a sua expansão, para o Cedro, justamente o contrário. Quanto mais abraçado à rocha mais firme ficará.
> Para o Justo o encontro com a rocha fortalecerá o seu crescimento. Ele passa a viver dentro da Palavra de Deus e dos princípios imutáveis.
> O justo continua crescendo até suas raízes se firmarem na rocha, abraçando-a e estabelecendo uma relação de maior intimidade. CRISTO É A ROCHA QUE NOS DÁ TODA FIRMEZA E ESTABELIDADE...

Pr. Messias Pereira
Buritama, 04 de Agosto de 2013.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sejam todos muito bem vindos à comunhão, que você possa curtir este espaço, que possamos ser pessoas melhores a cada dia seguindo nosso mestre Jesus. Abraços a Todos, Sandrão.